segunda-feira, 4 de julho de 2011

O renascer. Vilartão e o seu património. Picotas



A picota

         Conhecida já no tempo dos egípcios foi até muito recentemente, usada de norte a sul do país. Em Portugal, foi introduzida pelos Árabes.




Constituída por um poste vertical enterrado no chão que é encimado por uma forquilha, onde se coloca a vara, fixada no eixo.



Tal como o pé-de-cabra, a picota é uma alavanca. Permite diminuir o peso do balde cheio de água, que se puxa do fundo do poço.



Esta vara numa extremidade tem o contrapeso, também este aí fixado, constituído por pedras. No outro extremo tem outra vara, pendurada na vertical, fina e comprida, possível de ser segura entre as mãos.



Esta por sua vez tem na ponta inferior uma argola onde se pendura o balde. O contrapeso deve ser tal, que não seja muito custoso levantá-lo.


Em vilartão existem ainda picotas testemunhando a passagem dos Árabes.
Estas picotas que resistiram até aos nossos dias, esperam de nós que as preservemos para o futuro. Pertencem ao Sr. Domingos Morais.


 Na outra extremidade da aldeia existe outra picota, também pertença do Sr. Domingos Morais.



 Contributo para a divulgação do património de Vilartão.
 Retirado contibuto do blog "sarzedasdovasco".

Sem comentários:

Enviar um comentário