quarta-feira, 2 de maio de 2012

Solar de Vilartão. A Varanda

    
  Solar de Vilartão. A Varanda.






   As passagens complementares sempre existiram em casas grandes.
   Facilitaram a articulação e criaram laços entre edifícios de épocas diferentes de forma a funcionarem como um todo. 






  Nem sempre  é fácil intervir, por vezes é necessário fechar passagens já desnecessárias, vedar infiltrações, pintar  paredes e janelas, isolar do frio e do calor, tratar dos soalhos, renovar a instalação eléctrica..... mas acima de tudo é fundamental ter um plano de trabalho com prioridades, custos estimados e controlados e prazos de execução a cumprir.




  Prazos não são etapas. Assim uma obra são etapas, muitas etapas.




  ... E o prazer de ver a obra surgir aos nossos olhos.




   Acabando povoada de objectos que aí encontraram o seu destino...






  ... Numa passagem e numa ponte para mais um futuro.




4 comentários:

  1. Parabéns pelo seu blog.
    Deparei com ele por acaso. Também sou de ascendência transmontana,de Mirandela e de Vilarinho dos Galegos, uma pequena aldeia raiana, nas arribas do Douro internacional, com fortes tradições judias. Por gosto e formação profissional, tudo o que diz respeito ao passado me interessa, com especial enfoque nas artes decorativas. Gosto especialmente de apreciar o cuidado com a recuperação das diversas dependências das casas que, embora modernizadas, não perdem o seu encanto do de tempos mais antigos.
    Cumprimentos.
    if

    ResponderEliminar
  2. Ora cá esta a If.

    Andamos todos neste pequeno círculo de amantes do passado, da história velharias.

    Gosto muito do novo caminho do seu blog, Joaquim, mostrando as etapas em que se reconstrói uma casa com alma.

    abraços

    ResponderEliminar
  3. Olá if.

    Espero que volte e que continue a gostar.

    Trás-os-Montes é um resto de reino de Leão e Castela cheio de encantamento e esquecimento à espera que o descubram e o conquistem.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. Olá Luís.

    Sou teimoso, resistente à privacidade. Vou tentar mudar um pouco.
    É sempre contudo um prazer e úteis os seus comentários.

    Abraços

    ResponderEliminar